Gafe protocolar – Tiririca dispensa regras

Foi reacendida a discussão a respeito dos trajes utilizados  pelos parlamentares após a decisão do deputado Tiririca de troca da calça de alfaiataria pelo uso do blazer e da calças jeans. Como na Câmara dos deputados a recomendação do traje mais adequado não é uma regra por escrito, o parlamentar não sofreu nenhuma represália – apenas chamou a atenção. Somente no Senado, o uso do passeio completo é uma obrigação registrada em papel – onde as mulheres só puderam trocar as saias pelas calças sociais em 1997.

Para quem está constantemente circulando em um âmbito profissional, sabe o quão indispensável é, uma apresentação formal. Independentemente de gostos, preferências particulares, modismo, opiniões diversas e da falta de uma orientação registrada por escrito, sabe-se que é de bom tom respeitar protocolos internos dos lugares por onde passamos. Muito além de um histórico negativo ligado a política, que vai muito além de um traje, a opção pelo respeito ao ambiente representado por um modo de se vestir, traz consigo a imagem de seriedade junto com ele.

E, para comentar mais a fundo esta polêmica, Oswaldo Muller, consultor de estilo da Maximus Rigor, comenta esta gafe.

Terno da Moda – O uso de blazers e jeans está totalmente fora do contexto corporativo e governamental? Porque?

Oswaldo – No Senado o uso do Traje Social é obrigatório por regimento interno, mas na Câmara dos Deputados existe um acordo subjetivo de formalidade que confere elegância e respeito ao ambiente, não obstante as questões de caráter pessoal de cada político. Um blazer com calça social e gravata até pode ser admitido, mas vestir-se com jeans desbotado e camisa para fora da calça me parece uma verdadeira afronta aos valores de qualquer instituição idônea. O calor não é justificativa para abolir o terno e gravata visto que existem tecidos  adequados para o nosso clima tropical.  Quem me garante que um jeans não é um tecido quente?

Terno da Moda – Que dica daria a aqueles que são poucos familiarizados com a formalidade no vestir e passam a frequentar estes ambientes? Como se acostumar repentinamente com esta mudança?

Oswaldo –  De tempos em tempos alguns candidatos de alta popularidade conquistada através da mídia televisiva resolvem por sua conta não acatar as “normas geralmente aceitas” no ambiente político. Não acho que estes políticos não estejam familiarizados com a formalidade. Clodovil, por exemplo, era um estilista renomado. Veja também que Tiririca se vestia adequadamente antes de ganhar as eleições e não se justifica que agora, após a posse,  tenha um comportamento não condizente com aquilo que passou para seus eleitores. Na verdade estes candidatos querem criar polêmica e para chamar a atenção sobre si ou demonstrar superioridade sobre os demais. Dá até para prever quais serão os futuros candidatos que vão agir deste modo. Há coisas mais importantes na política a serem resolvidas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s